janeiro 14, 2009

Bons (Maus) velhos tempos

Ainda me lembro de me dizerem (tinha eu uns 5 anos): nunca te cases com um rapaz de Alhandra, porque de Alhandra nem bons ventos, nem bons casamentos.

 

Depois existia a versão … "rapaz de Espanha".

E imagino que existisse também a versão "de Odivelas", e por ai fora.

 

Nestes largos anos, evoluímos um bocadinho, talvez só um bocadinho, mas acho que evoluímos e penso que algumas pessoas já perceberam que os de Alhandra, Odivelas, Espanha, África, Americanos e por ai fora são todos iguais, ou melhor são todos "pessoas", gentes", tal como eu e todos vocês.

 

Ups… mas não, afinal parece que não.

O excelentíssimo representante da Igreja em Portugal, muito preocupado com o futuro das meninas Portuguesas, veio alertar para os perigos de se casarem com um Muçulmano.

 

Agora as minhas dúvidas são:

 

- está com medo de perder "clientes"?

- ainda não conseguiu perceber que a igreja tem que se adaptar às mudanças na vida das pessoas?

- ainda não percebeu, que se Deus existe, é para se preocupar com todos e não só com os católicos?

- ainda não percebeu que não deve ter medo das mudanças?

- do que está à espera para se adaptar à realidade actual? Que Cristo desça à terra e lhe dê um raspanete por andar a seleccionar pessoas?

 

O que vale é que quem conhece alguns padres decentes, sabe que isto é só o sonho (a não mudança) talvez de um Papa perdido no Mundo da fantasia e de uns excelentíssimos que não lhe conseguem fazer frente.

Felizmente que alguns padres que se preocupam com o "espírito" em geral e com o "fazer o bem", não entram nestes discursos palermas.

 

Mas estou curiosa, será que o Excelentíssimo ainda vem falar dos Alhandrenses, ou será que não os conhece?

7 comentários:

Nuno Filipe Alves disse...

resumindo... as pessoas são todas iguais... inclusivê os padres... Não passam de "gentinha" estúpida e sem formação... Nem percebo muito bem o porquê de sempre que um padre fala ignorantemente (seja qual o assunto) apareçe nas notícias e lhe dão credibilidade...

São os padres e o benfica... deviam morrer todos :)

Enfim...

Sininho disse...

:) Por aqui só se conhece...de Espanha ..nem bons ventos..nem bons casamentos!!! um bom dia para ti..jinhos

filha do administrador disse...

também não concordo com esse radicalismo porque seriamos exactamente como os padres fundamentalistas.
devemos sim aceitar as diferenças (que não são diferenças)
e é falso que todos os padres sejam fundamentalistas, conheço as duas versões.
quanto ao Benfica, temos pena, :) não vai desaparecer, mesmo que perca jogos.

Nuno Filipe Alves disse...

tenho pena... (relativamente ao benfica)

A Menina do Regador de Sonhos disse...

Casamentos há muitos, de todos os feitios, cores, raças, estilos, opções, religiões... para mim, o único casamento viável é aquele que é tomado em consciência e por amor... ponto. Seja ele qual for.

Beijinhos

DANTE disse...

Eu estou curioso é quando é que a malta se dá conta de que se ' deus está em todo o lado ' (dizem) porque raios é que é preciso andar a correr para as igrejas e dar ouvidos a sacanas que são tão ou mais 'pecadores' que nós...

Jokas :)

Anónimo disse...

O que o Patriarca disse, não se diz. Mas que ele tem razão tem! Hehehehe