julho 30, 2009

Não tarda nada, temos câmaras de gás

Segundo Gabriel Olim, presidente do Instituto Português do Sangue os "Gays que não se assumam devem ser processados".

 

Que direito tem ele em me discriminar?

Se os gays têm que se assumir onde está o impresso para os "não gays" também se assumirem?

 

Porque com certeza este "sr. inteligente e a pensar no bem público, e nem pensar em dizer que quer colocar um crachá nos homossexuais tal como os judeus tiveram no tempo do Hitler" não está a discriminar ninguém, foi somente um erro linguístico.

 

A língua Portuguesa sempre foi muito traiçoeira.

2 comentários:

ianita disse...

Mas este senhor ainda não se demitiu??!!??

Mas por que é que um gay não pode dar sangue? Será que pode contaminar alguém com o gene da gayisse? Cromos da treta!!

Cris (Mahinder Kaur) disse...

Que idiota chapado! Ele tem filhos? Haviam de ser todos gays! Esta gente abre a boca e só sai m****. Porque é que não estão caladinhos?